segunda-feira, 24 de março de 2014

O Papai vai se casar. E agora???



O segundo casamento é sempre uma decisão difícil para alguns homens, e quando ele tem filhos de outro relacionamento mais ainda.
Casar-se é uma decisão que deve ser feita com tranqüilidade e segurança, assim como no primeiro casamento.
Muitas vezes esse é o momento da sua futura segunda esposa realizar o sonho dela. O que necessariamente envolve muitas expectativas.
Quando eu e meu marido nos casamos, minha enteada tinha 3 anos. No dia do  cartório ela foi junto e almoçou com todos no final e no dia do culto na igreja eu fiz questão que ela ficasse a vontade. Falei para os mais próximos deixarem ela fazer o que quisesse. Se quisesse ir com o pai podia. Como foi às 4 da tarde, ela dormiu, acordou e ficou quietinha no colo da avó.
Acho bacana dividir com eles todo o processo, permitindo que eles participem de algumas decisões quanto a mudança de casa, de rotina, como ficará a relação de vocês caso a esposa tenha filhos de outro casamento, e o que mais surgir. Deixe eles por dentro de tudo com transparência e segurança.
Já escutei “causos” de pessoas que a enteada entrou de noivinha (mesmo estando aparentemente contrariada). Eu acho isso muito invasivo para a criança. Na boa, acho uma grande falta da bom senso.
Na cerimônia, minha sugestão é que o casal tente ser discreto e respeite a privacidade e escolha dos seus enteados. Se eles não quiserem ir, respeitem, afinal de contas você (madrasta) está realizando um sonho e eles estão assustados sem saber o que está por vir. Quando o pai se casa de novo, os filhos às vezes sentem coisas que não conseguem entender bem. Ficam felizes ou tristes? Sentem-se abandonados? Vou ter espaço na nova família que está se montando? É muita novidade, muita expectativa, muita ansiedade.
Senhores papais, neste momento será natural vocês se sentirem como aquele chinês que equilibra pratos no circo. Na realidade é isso mesmo que está acontecendo. Faça seu melhor e “não deixe o prato cair”, em pouco tempo tudo voltará ao normal novamente.
Por essa semana é isso.
Um beijo e até semana que vem!

Um comentário:

Veronica Nobili disse...

Reações que podem acontecer aqui do outro lado...quando a criança é muito pequena e não sabe expressar com palavras o que sente, suas inseguranças etc algumas reações de comportamento podem ocorrer por um período e meu conselho como ex mulher que passou por isso com a filha de 3 anos é tentar primeiro se ligar que tal comportamento é uma reação sobre o fato no caso aqui o casamento do pai e em segundo (isso é difícil eu sei mas pense na criança que está assustada e insegura) tentar lidar com a situação sem perder a calma e muito menos sem frases do tipo "seu pai isso, seu pai aquilo"
A reação da minha filha foi fazer xixi na cama por 3 semanas seguidas todas as noites! Eu quase fiquei doida pois cada dia era num horário...só me toquei que era uma insegurança sobre o recente casamento do pai quando numa das noites ela chorou e perguntou "porque o papai não pode morar aqui com a gente", ela fez essa pergunta várias vezes quando eu levantava pra trocar a roupa de cama molhada e só respondia bem simples "porque ele já tem a casa dele, que é sua casa também" ela foi se acalmando e como num passe de mágica uma bela noite não fez mais e também não perguntou mais sobre isso até os 6 anos (hj ela tem 8)
Algumas crianças podem apresentar sinais de mais sono, ou inapetência ou agressividade e desobediência, brigas na escola, febre sem motivo aparente e afins, o importante é saber que é só uma fase e passa!